6 de outubro de 2010

wake up call

no espaço de dois dias volto ao chinês clandestino e revejo 'o segredo dos seus olhos'. no primeiro voltou a haver olhares cúmplices, sorrisos fáceis, gargalhadas no meio de muito barulho. no segundo a sensação de ter sido 'atropelada por um camião TIR'. 'o segredo dos seus olhos' é um filme único, pela história, pela forma como é contada, pela fotografia, pela cenografia, pelo humor e pela dor. e eu, que não me lembro de alguma vez ter visto o mesmo filme duas vezes no cinema, saio com a vontade de voltar uma terceira. volto ao clandestino e revejo 'o segredo dos seus olhos' e fico sem saber qual delas foi a minha 'wake up call'. sei que quando parei de pensar porque 'si seguir repitiendo el pasado, usted va a terminar con un millar de pasados y ningun futuro' , já era tarde. e fica a pergunta: como se vive uma vida cheia de nada?

1 comentário:

MRPereira disse...

A minha resposta é: Com alegria, tentando sempre ver o copo meio cheio e aproveitando aquilo que a vida tem para nos dar de bom!

Kiss kiss