28 de abril de 2010

como nos filmes

É um mito urbano à volta da minha pessoa. A B. repete-me com frequência o que um amigo me disse outro dia por sms. Falam dos homens que rejeitei, com a B. a enumerar um a um com afinco. É um mito urbano. Não foram assim tantos e não se pode falar em rejeição. Ninguém é obrigado a ficar com quem não gosta apenas porque sim, porque não quer morrer solteira e rodeada de gatos. Eu recuso contentar-me com menos do que um grande amor.

4 comentários:

Apple disse...

Subscrevo.

Tina disse...

Como a Apple, subscrevo inteiramente. Palavras sábias e, para mim, "regras" de vida. Para quê contentar-mo-nos com o pouco, se esse temos sempre garantido? Devemos aspirar sempre ao voo mais alto, querer o que realmente nos fará sentir plenas e não ficarmos pela "mais ou menos" só porque os anos vão passando ou os mais próximos enumeram os episódios de uma vida que quase parecem conhecer melhor que nós, e ainda não chegamos ao nosso porto seguro. Adorei !!!

Buttafly...fly...fly... disse...

Olha que coisa mais acertada de se dizer...

;)

C. disse...

Ola' Sal,

Link corrigido :)